DE TUDO UM POUCO 

MLCB©2011/2021-Maria da Luz Fernandes Barata e Carlos Barata 

Portugal 

©do sítio web detudoumpouco ©dos textos, os seus autores ©das imagens, as instituições e os fotógrafos mencionados 

As marcas de água não implicam obrigatóriamente a autoria ou propriedade do elemento apresentado 

VIAGEM AO MUNDO DAS LETRAS  

  

À época, ela era alegre, traquina e rebelde. 

Também não era para admirar, só tinha 5 anos.  

A mãe era dócil, complacente e com uma paciência infinita; mas às vezes já um pouco saturada de tanta actividade, na qual a maior parte das vezes tinha de participar, como amiga, vizinha ou qualquer outro papel que a petiz lhe conferisse, perguntava-lhe de tempos a tempos: 

 - Queres que te ensine a ler? 

Pensava que quando isso acontecesse, a filha passasse a estar mais calma e como naquela casa havia muitos livros de histórias, se dedicasse à leitura em vez dos saltos e do teatro. 

 A filha, no entanto responde com um ar muito decidido: 

 - Não mãezinha, ainda não. Quando quiser, eu digo. 

 Até que um dia, para grande surpresa e alegria da mãe, quem sabe um certo alívio, a criança diz-lhe que quer então aprender a ler. 

Admirada, a mãe vai a correr à livraria comprar a Cartilha Maternal de João de Deus. Estava mais que provado que era o livro base para uma aprendizagem aprumada. 

 E assim foi. 

Tranquilamente, sem sobressaltos, naquele dia ela aprendeu a ler. Alguma dificuldade perante o nh e o lh, mas nada demais. 

Aos poucos foi desenvolvendo o gosto pela leitura e pela escrita, que se mantém até hoje, já lá vão alguns, muitos anos. 

Quando foi para a Escola Primária, já tratava as letras e as palavras com muito à vontade. 

Demasiado!  

Essa criança sou eu, uma mulher que já passou o meio século e que deixa uma mensagem para a sua mãe. 

  

Obrigada! 

  

ML/2006